Caminhos de Pedra: Farroupilha - Bento Gonçalves, RS

O local:

Pense em um roteiro que associa belas paisagens, inúmeras atrações turísticas, gastronomia, artesanato, charmosas casas ao estilo italiano, casarões de madeira rústica e pedra, antigos moinhos, adegas, cucas e biscoitos, vinhos e espumantes, além do fascinante turismo rural. Parece que estou descrevendo alguma rota histórica da Itália, mas este lugar existe no Brasil: chama-se Caminhos de Pedra
A região chamada de Caminhos de Pedra ocupa parte do interior das cidades de Farroupilha e Bento Gonçalves e é, hoje, um dos principais roteiros turísticos da Serra Gaúcha. O que impulsionou o turismo no local, primeiramente, foi a reestruturação da região compreendida entre as localidades de Linha Palmeiro, Linha Salgado e Caravaggio, antes abandonadas em virtude da construção da nova rodovia de ligação (RS-453) dos principais municípios da Serra Gaúcha: Caxias do Sul e Bento Gonçalves. A recente pavimentação da estrada intra-municipal que corta a região contribuiu para o sucesso do empreendimento, além de atrair praticantes de ciclismo, que percorrem o belíssimo trecho de cerca de 15 quilômetros.
Através de um projeto que envolvia o resgate dos valores históricos, patrimônio, cultura e linguagem dos imigrantes italianos, que iniciaram a colonização da região a partir de 1875, da Lei de Incentivo à Cultura do Estado do Rio Grande do Sul e da captação de recursos da iniciativa privada, a região dos Caminhos de Pedra acabou se tornando Patrimônio Histórico e Cultural do Estado do Rio Grande do Sul.

Onde fica:

A parte turística dos Caminhos de Pedra iniciam nas proximidades do quilômetro 3 da RS-448, na localidade de São Marcos, em Farroupilha e segue até a comunidade de Barracão, no interior de Bento Gonçalves. A rota encerra no trevo com a RS-444, um acesso secundário à cidade de Bento Gonçalves. Ver detalhes

O que fazer:

Não são apenas pontos de estabelecimentos comerciais enfileirados, mas sim, diversos pontos de visitação, dentre vinícolas, restaurantes, casas de artesanato, salamarias e moinhos. Alguns deles oferecem aos turistas a visitação com guia, que vai contando a história do local e explicando como era a vida e a lida na época dos colonizadores italianos da região. O primeiro ponto de visitação é a Casa da Erva-mate, do início do século XX.
Casa da Erva Mate

À medida que vamos seguindo pela rota, casarões históricos centenários vão surgindo, dentre paisagens encantadoras de montanhas e videiras. Na Casa do Artesanato, além da comercialização de produtos confeccionados, há a exposição de métodos de confecção utilizados no início do século passado.
Serra Gaúcha

Na Casa da Ovelha, o visitante é convidado a um passeio em meio às ovelhas, interagindo e participando das rotinas do local, desde a alimentação dos animais até o contato com os cães treinados para a condução das ovelhas, além da degustação dos produtos da casa. Um turismo rural cheio de surpresas. 
Casa da Ovelha

Na Cantina Strapazzon, são mantidas todas as características originais da época dos colonizadores, no final do século XIX. A velha casa de pedra, que já foi até cenário de filme, recebe turistas do Brasil inteiro. O passeio com guia instiga o visitante a interagir com a lida do campo. Há, também a degustação dos queijos, vinhos e embutidos, além de serem explicadas algumas técnicas de plantio utilizadas pelos primeiros colonizadores.
Cantina Strapazzon

A gastronomia é destaque na região dos Caminhos de Pedra. Restaurantes com arquitetura rústica e com um cardápio tipicamente italiano ganham cena e criam um ambiente belo e acolhedor.
Restaurante em estilo rústico

O passeio nos Caminhos de Pedra possui um cunho cultural muito aflorado, embora o turista também possa degustar um bom piquenique com produtos coloniais produzidos no local, tudo regado a um excelente vinho ou espumante da Serra Gaúcha. Em outras palavras, o apelo cultural e o comercial do roteiro andam juntos, entretanto, cabe ao turista escolher em qual deles irá mergulhar.
Um passeio excelente para uma tarde ensolarada de domingo, de carro, moto ou bicicleta, sozinho ou com a família e amigos.
Para mais informações sobre este lugar magnífico, acesse a página da Associação Caminhos de Pedra: http://www.caminhosdepedra.org.br/pt/.
Vale lembrar que, em nossa página no Facebook, há mais fotos deste passeio. Acesse https://www.facebook.com/viciadosemestrada e confira. Espero que elas o instiguem a percorrer este fascinante roteiro!


Ir ao resumo

Reserve aqui seu hotel ou pousada:

Booking.com

Posts mais populares

Casa De Bona: cenário de cinema em Farroupilha, RS

Caminhos de Pedra: uma casa na árvore e um café com mirante na Itália brasileira

Goio-Ên: RS - SC