MARCADORES

Mostrar mais

Viaduto 13 - Vespasiano Corrêa, RS

O local: 

Vespasiano Corrêa é uma pequena cidade do chamado Alto Vale do Taquari, há 170 quilômetros de Porto alegre, às margens da RS-129. Esta bela cidade de cerca de 4 mil habitantes e relevo composto por vales e montes tem como principal atrativo turístico o Viaduto 13. Trata-se de uma ponte de linha férrea construída nos anos 70, em plena Ditadura Militar, o 13º viaduto de uma sequência que inicia no município de Muçum. Por ser o mais alto e imponente, com seus 143 metros de altura (a mais alta da América Latina e a terceira mais alta do mundo), é o mais atraente para os turistas.

Onde fica:

Ao chegar ao centro de Vespasiano Corrêa, seguimos pela Avenida Sérgio Beninho Gheno, que é a principal via da cidade. Após a igreja há uma placa indicativa do acesso ao Viaduto 13, pela Rua Salvador Dantas. Há placas indicativas ao longo do caminho, em todos os entroncamentos, o que facilita o acesso. São cerca de 15 quilômetros de estrada não pavimentada, mas em boas condições de trafegabilidade. Ver detalhes

O que fazer:

Ao passar pelo trecho mais sinuoso da estrada de acesso, tem-se uma visão panorâmica de algumas das pontes. O 13º é o maior e mais impressionante deles.
Vista dos demais viadutos da linha férrea

Mais alguns quilômetros vale adentro, chegamos ao Viaduto 13. Uma obra realmente impressionante!
Pilares do Viaduto 13

As dimensões dos pilares na base também impressionam. Eles são mais delgados na parte superior. Junto à base do viaduto, fica difícil enquadrá-lo em uma foto.
Base do pilar do Viaduto 13

Próximo aos quiosques há um acesso à parte superior do viaduto, por uma estradinha não pavimentada, que forma uma rampa íngreme, mas que permite o trânsito de veículos. O problema maior, em um final de semana ensolarado, é encontrar um lugar para estacionar o carro lá em cima, próximo à ponte. Acabamos deixando o nosso carro um pouco distante e seguimos a pé até a boca do túnel.
Túnel da linha férrea

Por estarmos com as crianças, não percorremos o túnel. Para percorrê-lo, recomendo o uso de uma lanterna. Sob o sol de verão, fazia cerca de 40ºC no vale, enquanto que dentro dos túneis, a temperatura é constante e bem menor. Sobre o Viaduto 13, tem-se uma visão magnífica do Rio Guaporé. Tivemos cautela na travessia da ponte, pois crianças são curiosas e o local, além de bonito, é perigoso.
Vista do Rio Guaporé

Na cabeceira da ponte, a marca dos construtores da obra de arte inaugurada em 1978 pelo então Presidente e General Ernesto Gaisel. Há uma história contada pelos moradores locais em que um operário que trabalhava na obra caiu dentro da fôrma de um dos pilares e como o resgate era inviável, o corpo acabou sepultado no próprio pilar. Esta história não é confirmada pelo Exército, mas desperta a curiosidade dos visitantes.
Homenagem aos construtores do Viaduto 13

Ao descer, tivemos que nos refugiar do sol de 40ºC em um dos quiosques ali existentes, saboreando um bom sorvete e contemplando a imponência do Viaduto 13. No local, também há áreas de camping, para quem optar em passar a noite ali. Neste caso, recomendo muito repelente de insetos, pois a proximidade com o rio aumenta a incidência de mosquitos.
Vista lateral do Viaduto 13

Enfim, a beleza ímpar do local compensou o sol e a poeira. Este passeio teve duração de uma tarde e teve, como custo, apenas o combustível gasto e os sorvetes consumidos no local.
Para visualizar mais fotos deste e de outros passeios, acesse a nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/viciadosemestrada/

Até a próxima!

Ir ao resumo



Reserve aqui seu hotel ou pousada:

Booking.com

Comentários

Posts mais populares

Casa De Bona: cenário de cinema em Farroupilha, RS

Goio-Ên: RS - SC

Caminhos de Pedra: uma casa na árvore e um café com mirante na Itália brasileira