Caxias do Sul: histórica e contemporânea

O local:

Caxias do Sul, 1885: uma cidade em formação, graças ao ingresso de famílias de imigrantes, na maioria, vindos da região do Vêneto, na Itália. Naquela época, a cidade não passava de uma vila com algumas casinhas rústicas de pedra e madeira, uma igreja acompanhada de seu campanário, também de madeira sem pintura, mas zelados com muito esmero pelos primeiros moradores. Não existia eletricidade. A única iluminação vinha de velas ou lamparinas a óleo ou querosene. O trabalho era 100% braçal e os alimentos eram escassos e caros. A cultura trazida da Europa foi mantida pelos novos moradores. Mas isso ficou só no passado. Será?
Caxias do Sul, 2018: uma cidade com cerca de 500 mil habitantes e uma das economias mais pujantes do Sul do Brasil. A maior cidade da Serra Gaúcha também é uma cidade com suas raízes bem preservadas. Este equilíbrio entre a vida moderna e o passado histórico que tornam Caxias do Sul uma ótima opção de de destino, seja para fazer turismo rural, cultural, ecológico ou até gastronômico. Embora seja uma cidade industrial, com o setor metalmecânico como carro-chefe, Caxias do Sul possui todas as características e atributos de uma cidade turística.
E é ao lado do centro de eventos que a réplica daquela cidadezinha de 1985 esbanja seu estilo e rusticidade. Um belo conjunto arquitetônico que conta um capítulo importante da história da cidade e da região.
Façamos, então, um tour na cidade das uvas, vinhos e das belas histórias!
Réplica de Caxias do Sul de 1885

Onde fica:

O que fazer:

Começamos nosso roteiro pela Avenida Perimetral Ruben Bento Alves, na região oeste da cidade. Após cerca de 4 quilômetros, no sentido norte, tomamos o acesso à direita para a Rua Luiz Covolan, no sentido oeste, passando sob o viaduto. Depois, rodando por mais 900 metros, chegamos ao Moinho da Cascata, uma edificação centenária às margens do Rio Tega. Construído em 1905, foi por muitos anos o único moinho do estado. Hoje, tombado como patrimônio histórico, é sede do grupo teatral Ueba. Um local bonito e bem fotogênico.
Moinho da Cascata

Voltando à Avenida Perimetral, percorrendo mais 300 metros e tomando a esquerda, na Rua Matteo Gianella, encontra-se o Museu Ambiência Casa de Pedra, o mais belo museu da cidade.
Museu Ambiência Casa de Pedra

Trata-se de uma edificação do século XIX, toda construída em pedra e muito bem preservada. A ambiência também conta com uma parreira e um muro de pedras, elementos tradicionais da época. O local conta com estacionamento para carros e espaço exclusivo para ônibus de excursões.
Museu Ambiência Casa de Pedra

O belo casarão em estilo rústico retrata o dia a dia doméstico das primeiras famílias de italianos que se instalaram no Sul do Brasil.
Museu Ambiência Casa de Pedra

A abundância de rochas vulcânicas na região, associado às técnicas construtivas trazidas pelos italianos resultaram na construção de casarões com paredes espessas, algo importante para a época, a fim de proteger as famílias dos rigorosos invernos. O telhado foi reconstruído com telhas de cerâmica, porém, na época, era constituído de tábuas sobrepostas, técnica conhecida como scandole.
Museu Ambiência Casa de Pedra

O museu conta com utensílios domésticos de época. 
Museu Ambiência Casa de Pedra

Das caçarolas aos moedores de carne para fazer salame, gamelas e outros utensílios de madeira, cada um com uma função importante no dia a dia da colônia.
Museu Ambiência Casa de Pedra

No quarto, o baú para acondicionar objetos de valor e as tradicionais imagens sacras, herança da cultura europeia, predominantemente católica.
Museu Ambiência Casa de Pedra

As aberturas de pinho são originais. Alguns detalhes da casa, como contravergas, tiveram que ser restauradas. O casarão, tombado como patrimônio histórico do município, recebeu sua restauração definitiva em 2001. 
Museu Ambiência Casa de Pedra

A casa foi utilizada, ao longo dos anos, como residência, ferraria, armazém, celeiro e abatedouro, sendo "aposentada" em 1974 e transformada em museu no ano seguinte. 
Museu Ambiência Casa de Pedra

Até o forno de barro da Nona foi preservado e é uma das atrações do museu. O Museu Ambiência Casa de Pedra funciona de terça a sexta, das 09:00 às 17:00, nos sábados e domingos, das 11:00 às 17:00.
Museu Ambiência Casa de Pedra

Seguindo pela Perimetral, até a rotatória e depois pela Avenida Ludovico Cavinato, encontra-se o Parque de Eventos Mário Bernardino Ramos, também conhecido como Pavilhões da Festa da Uva. Em situações em que não há eventos, o local é aberto à visitação. Um parque com espaço amplo e ótima opção de lazer.
Parque de Eventos Mário Bernardino Ramos

Além do parque, há uma bela área temática. O Monumento Nanetto Pipeta personifica a saga dos imigrantes italianos no Sul do Brasil.
Monumento Naneto Pipeta

E não podiam faltar as parreiras, um dos símbolos da cidade.
Réplica de Caxias do Sul de 1885

Junto ao Parque de Eventos, a Réplica de Caxias do Sul de 1885 é uma das principais atrações. As réplicas reúnem museus, a Associação Caxiense de Artesões, o antigo Salão Paroquial e a Capela Santa Tereza. 
Réplica de Caxias do Sul de 1885

O conjunto de casinhas de madeira sem pintura encantam pela rusticidade e simplicidade. Uma singela amostra do passado histórico da cidade.
Réplica de Caxias do Sul de 1885
Réplica de Caxias do Sul de 1885
Réplica de Caxias do Sul de 1885

A Réplica da Capela Santa Tereza, com seu belo campanário, também é fiel à simplicidade da época.
Réplica de Caxias do Sul de 1885

Percorrer estas vias dá até a impressão de voltar no tempo.
Réplica de Caxias do Sul de 1885

Atrás do Parque de Eventos encontra-se o monumento Jesus Terceiro Milênio. A impressionante escultura, com 21 metros de altura e 10 de largura, idealizada pelo escultor Bruno Segalla, foi construída em local privilegiado, com bela vista da cidade.

A obra inaugurada em 2004 é um símbolo da Caxias do Sul contemporânea.

O monumento em forma de imagem de Jesus Cristo parece até vigiar a cidade, de um dos pontos mais altos dos arredores. 

O acesso também pode ser feito pela Escadaria da Via Sacra, no lado inferior. 

A estrutura inteira ocupa uma área de cerca de 850 m².

O mirante permite uma vista panorâmica da cidade. O Parque de Eventos Mário Bernardino Ramos ocupa uma área de cerca de 360 mil metros quadrados e recebe diversos eventos, ao longo do ano. O site oficial do parque é http://www.festanacionaldauva.com.br/pavilhoes/.
Vista da cidade do mirante Jesus Terceiro Milênio

A cidade de Caxias do Sul possui estrutura com ampla variedade de hotéis, bares, cafés e restaurantes. Oferece ótimas opções, tanto de passeios ao ar livre quanto de atrações diurnas e noturnas. Trata-se de uma cidade que abraça a modernidade, sem perder o foco em suas origens. 
Acesse nossa página no Facebook e confira mais fotos e fatos sobre atrações turísticas regionais. Inscreva-se no link na parte superior da página e receba nossas novidades sobre turismo regional. Afinal, você não precisa atravessar o mundo para encontrar a felicidade.

Até a próxima!







Pesquise e reserve sua vaga em hotéis e pousadas para sua próxima viagem em:







Comentários

Posts mais populares

Casa De Bona: cenário de cinema em Farroupilha, RS

Goio-Ên: RS - SC

Caminhos de Pedra: uma casa na árvore e um café com mirante na Itália brasileira